Rio de Janeiro

Rio prorroga restrições mas amplia horário de bares e restaurantes e libera comércio na orla

Quiosques, como na Praia da Bica, poderão voltar a funcionar, mas respeitando as regras do decreto atual – Foto: Geísa Martins

Um decreto da prefeitura do Rio de Janeiro, publicado hoje (11), prorrogou as restrições ao horário de funcionamento de comércio, serviços, bares e restaurantes até o dia 22 de março. Na nova decisão da prefeitura, que começa a valer a partir de amanhã, comércio, bares e restaurantes poderão funcionar, com atendimento presencial, até as 21h.

Depois desse horário, bares e restaurantes só poderão funcionar com entrega em domicílio, drive thru ou retirada no local (mas sem consumo).

HIG 970×250

O comércio poderá funcionar a partir das 10h30. O decreto também determina horários de funcionamento para os serviços (8h às 17h) e administração pública (9h às 19h). Ambulantes e barracas de venda de produtos poderão trabalhar até as 17h nas praias.

As atividades com atendimento presencial só poderão receber, em seus estabelecimentos, 40% de sua capacidade de clientes. Por exemplo, se o bar só tem lugar para 20 pessoas, só poderá atender a oito por vez, no horário permitido.

O decreto de hoje flexibiliza as medidas adotadas no decreto anterior, de 5 de março, que definia fechamento de bares e restaurantes às 17h e do comércio às 20h. Também proibia comércio nas praias.

No entanto, o novo decreto mantém a proibição de permanência de pessoas em praças e outros locais públicos das 23h às 5h do dia seguinte. Também continuam proibidos festas e eventos em áreas públicas e particulares e o funcionamento de boates e casas de espetáculo.

O que mudou?

  • Bares, restaurantes, quiosques e afins poderão funcionar até as 21h;
  • Após esse horário, poderão atender com delivery, drive-thru e entrega rápida com retirada do produto no estabelecimento (take-away);
  • Quiosques na orla podem reabrir, agora das 10h30 às 21h;
  • Barraqueiros fixos na areia e ambulantes poderão atender até as 17h;
  • Bancas de jornais não podem vender nem expor bebidas alcoólicas.

Paes ressaltou que o estabelecimento que desrespeitar as regras será fechado por 15 dias. “Na reincidência, o alvará será cassado. Vai ter vida muito dura”, disse o prefeito.

Etiquetas

Artigos relacionados

amateurfetishist.com tryfist.net trydildo.net
Fechar