Rio de Janeiro

Réveillon 2024 deve movimentar R$ 3 bilhões na economia da cidade

Foto: Prefeitura do Rio

O Réveillon de 2024 deve movimentar R$ 3 bilhões na economia carioca, o que representa um aumento de 15% em relação à virada de 2023, quando o movimento foi de R$ 2,6 bilhões. As estimativas são da Prefeitura do Rio e estão sendo divulgadas junto com o estudo “Réveillon em Dados”, que traz um retrato da segunda festa mais importante para a cidade, atrás apenas do Carnaval.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Econômico, Chicão Bulhões, o resultado corrobora o bom ano para a economia da cidade:

HIG 970×250

– A economia do Rio manteve-se bem aquecida o ano todo: nós tivemos o maior Carnaval dos últimos tempos, trouxemos o Web Summit para a cidade e recebemos dezenas de shows internacionais e eventos de negócios. Tudo isso anima o carioca a gastar mais com serviços e atrai turistas nacionais e internacionais, que também aproveitam tudo o que a cidade tem a oferecer. – avaliou Chicão Bulhões.

Serão, ao todo, 12 palcos espalhados por 11 pontos da cidade, com mais de 4 milhões de pessoas participando das festas da virada, 2 milhões somente nas areias de Copacabana. O estudo foi realizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Econômico (SMDUE), em parceria com o Instituto Fundação João Goulart (FJG) e a Riotur – Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro.

Segundo o presidente da Riotur, Ronnie Costa, o Rio de Janeiro celebra a retomada da credibilidade com os maiores produtores de evento do mundo.

– Voltamos a sediar os grandes eventos e já estamos com o calendário de 2024 repleto. O Rio de Janeiro tem uma vocação natural para o turismo e para a realização das maiores festas do planeta. Com isso, aumentamos o fluxo turístico na cidade e movimentamos a economia – destacou Ronnie Costa.

Esta é a primeira edição do “Réveillon em Dados”, pesquisa da Prefeitura do Rio sobre a festa da virada de ano, assim como já tiveram duas edições do “Carnaval de Dados”, estudo sobre a folia carioca.

– O compromisso do Instituto Fundação João Goulart (FJG) em realizar estudos desta natureza, em parceria com outras secretarias, está na importância de destacar e trazer transparência ao como a Prefeitura planeja, executa, implementa os eventos importantes para a cidade e avalia o impacto dos seus investimentos – afirmou Rafaela Bastos, presidente da FJG.

No Réveillon passado, estiveram em Copacabana dois milhões de pessoas. Nas festas e eventos privados, a expectativa para o Réveillon 2024 é que participem mais de 50 mil pessoas, com a venda de R$ 20 milhões em ingressos. Os dados têm como base informações da Coordenadoria Especial de Promoção de Eventos do Gabinete do Prefeito. Serão, no total, 38 eventos e festas privadas de Réveillon 2024, sendo 42% na Zona Sul e 42% na Barra. Em média, cada festa privada deve ter 1,4 mil pessoas, com a maior parte das pessoas (63%) em festas na Zona Sul carioca.

Turistas e cariocas avaliam bem o Réveillon no Rio

Segundo dados da Riotur, 98% dos turistas estrangeiros, 89% dos turistas nacionais e 88% de cariocas e moradores da Região Metropolitana do Rio deram nota acima de 8 para a virada de 2022 para 2023 em Copacabana.

A publicação também mostra que o público na praia de Copacabana é composto por 85% de cariocas e moradores da Região Metropolitana do Rio, 12% de turistas nacionais e 3% dos turistas estrangeiros. Dentre os cariocas, 54% de homens e 46% de mulheres, com 62% até 40 anos. A Argentina é o país com mais turistas estrangeiros, e São Paulo e Minas Gerais são os estados com mais turistas nacionais, sendo que aproximadamente 60% dos turistas ficam 5 dias ou mais na cidade.

Quase 12 mil servidores municipais trabalham no Réveillon

Sobre a parte operacional da Prefeitura para as festas da virada do ano, o “Réveillon em Dados” mostra que 13 órgãos são envolvidos com o Réveillon, com 11,8 mil servidores públicos municipais trabalhando nos eventos, sendo quase metade (46,2%, 5,5 mil) de funcionários da Comlurb.

A publicação também mostra alguns números curiosos, como 82 horas e 30 minutos de horas reproduzidas de música, 11,7 mil quilos de fogos e 20,8 mil disparos de fogos de artifício. Segundo o estudo, a Comlurb utiliza 6,8 mil litros de detergente perfumado concentrado, acontecem 150 alterações nos tempos semafóricos, a CET-Rio utiliza 1,7 mil metros de grades, há alteração de itinerário de 49 linhas de ônibus, além de quatro escolas municipais em Copacabana que servem de base operacional no Réveillon.

A publicação “Réveillon em Dados” está disponível no site do Observatório Econômico do Rio e do Repertório.

Etiquetas

Artigos relacionados

amateurfetishist.com tryfist.net trydildo.net
Fechar