Vaccinando – Teste Rápido
Ilha do Governador

HIG: pacientes mais graves tem prioridade no atendimento

Acolhimento com classificação de risco, inclui cores e tem o objetivo de garantir o atendimento prioritário aos pacientes que correm risco de morte

De acordo com a Dra. Martha Gisela (CRM 52.56922-4), coordenadora da emergência do Hospital Ilha do Governador, o atendimento na emergência do HIG é conforme a classificação de risco. O intuito é avaliar e identificar os pacientes que necessitam do atendimento prioritário, de acordo com a gravidade clínica. O atendimento é realizado por um profissional que faz o acolhimento dos pacientes e os classifica no sistema.

Vaccinando – Teste Rápido

A classificação de risco baseado no  Protocolo de Manchester, inclui cores e tem o objetivo de garantir o atendimento prioritário aos pacientes que correm risco de morte, assim como os potenciais riscos conforme as cores indicativas da classificação. O método é validado pelo Ministério da Saúde e segue as recomendações sobre a Política de Humanização do Sistema Único de Saúde (SUS).

O método de classificação de risco no HIG conta com as cores vermelha, laranja, amarela, verde e azul, utilizadas para orientar a prioridade do atendimento. O vermelho indica emergência, caso gravíssimo, com necessidade de atendimento imediato e risco de morte. A cor laranja é para casos muito urgentes, graves, com risco significativo de evoluir para morte e que exige atendimento urgente. O amarelo significa urgente para casos de gravidade moderada, com necessidade de atendimento médico mas sem risco imediato. Já a cor verde é pouco urgente, para atendimento preferencial nas unidades de atenção básica.

A cor azul na classificação de risco é indicativa para casos não urgentes, com orientação para atendimento na unidade de saúde mais próxima da residência. Isso significa que o atendimento será de acordo com o horário de chegada ou serão direcionados a outros serviços de saúde. Nesta classificação incluem-se queixas crônicas, resfriados, contusões, escoriações, dor de garganta, ferimentos superficiais, entre outros.

A coordenação da emergência do HIG alerta, também, que a emergência do hospital não deve ser procurada para solicitação de atestados médicos, solicitação ou renovação de receitas controladas, troca de pedidos de exames, realização de check-up, troca de sondas, chamada de especialistas ou consultas de rotina (eletivas). Estes casos podem ser resolvidos nas unidades de atendimento ambulatorial.

No Hospital Ilha do Governador, o Acolhimento com Classificação de Risco é fundamental para garantir um atendimento humanizado, onde todos saem ganhando: a equipe, a instituição, o médico e principalmente o paciente.

Acesse www.hospitalilhadogovernador.com.br e saiba mais informações sobre o HIG

Etiquetas

Artigos relacionados

amateurfetishist.com tryfist.net trydildo.net
Fechar
Fechar